Questões frequentes

  • O que são os “encontros com os cidadãos”?
    Conjunto de diálogos abertos, públicos e transparentes para que os cidadãos expressem as suas opiniões e propostas sobre o Futuro da Europa.
  • Qual é o objetivo?
    Uma oportunidade para reflexão sobre o processo de construção europeia e para identificar as principais preocupações e expetativas dos cidadãos em domínios fundamentais para o Futuro da Europa, tomando assim um maior conhecimento das suas opiniões.
  • Que temas são tratados?
    Temas tão diversos quanto: educação, migrações, energia, alterações climáticas, proteção civil, defesa e segurança, mar, agricultura sustentável e Política Agrícola Comum, políticas de coesão, União Económica e Monetária, política comercial, indústrias de inovação e transformação digital.
  • Como se realiza?
    Conferências, debates ou sessões públicas, que incluem sempre uma interação com a assistência. Consulte o calendário aqui.
  • Quando se realiza?
    De maio a outubro de 2018.
  • Onde se realiza?
    Por todo o país, incluindo regiões autónomas.
  • Quem organiza?
    O Governo em parceria com a Representação da Comissão Europeia em Portugal e com a colaboração de todos os atores interessados no debate sobre o Futuro da Europa: Assembleia da República, Governos Regionais, Municípios, Universidades, Escolas, Associações e sociedade civil em geral. Os eventos são coordenados pela Secretaria de Estado dos Assuntos Europeus.
  • De que trata o questionário em linha?
    Em 9 de maio, no dia da Europa, a Comissão lançou uma consulta dirigida a todos os cidadãos europeus com um conjunto de 12 questões sobre Futuro da Europa - preparadas por um painel de 96 cidadãos de 27 Estados-membros - aberta à participação de todos os cidadãos da União Europeia, e que decorrerá em paralelo com os eventos de debate realizados em cada Estado-membro. Responda ao questionário aqui.
  • Qual será o resultado dos “Encontros”?
    Elaboração e publicação de um relatório dos eventos realizados a nível nacional, que resuma as respetivas conclusões. Portugal receberá igualmente os dados relativos ao questionário em linha organizado pela Comissão Europeia que resultem da participação de portugueses ou de cidadãos europeus residentes em Portugal.